Passos que podem ajudar a prevenir os problemas das drogas.

Aprenda tudo sobre o assunto: Leia livros, jornais, revistas e depoimentos sobre o assunto. Participe de palestras e eventos educativos. Quanto mais se souber, mais se entenderá quanto mal podem fazer;

É importante “falar um ano antes, do que cinco minutos depois”. Por isso, os pais devem se atualizar, trocar idéias com outros pais, buscar reuniões, leituras, palestras informativas, afim de se tratar de todas as coisas com o filho, sem preconceito nem omissões;

Consiga o máximo de informações que puder sobre o efeito do uso de drogas e do álcool, nas crianças, nos adolescentes, bem como nos juvens adultos. Descubra tudo que puder sobre “o mundo das drogas” local, isto é, tudo que se passa a respeito em sua vizinhança, em seu bairro, em sua cidade. Em suma, no local que você denominaria de sua comunidade;

Incentive conversas construtivas e não críticas, com os pais, filhos, amigos e professores. Ao mesmo tempo, deve-se ter sempre bem definidas algumas regras e limites sobre o uso de drogas e bebidas e a prática de outros comportamentos;

Procure se informar sobre o tema. Não adianta conversar a respeito daquilo que você não entende. Um bom argumento, e verdadeiro, é dizer que a droga interfere com a sexualidade. Que jovem quer se sentir inferiorizado quando o tema é sexo? Outro caminho para entrar na conversa é abordar um caso de dopping entre atletas.O bate-papo pode enveredar para o que você realmente quer falar. Drogas, é claro;

Procure separar um tempo especial para estar durante a semana, em família, procurando aproveitá-lo da maneira mais agradável, produtiva e criativa possível, com atividades de qualidade. Separe tempo para a família: Aproveite cada período com a família da maneira mais agradável, produtiva e criativa possível, com atividades seletas;

Procure resistir à influência negativa dos colegas, trocando de amigos, mudando o círculo de amizades. Tente envolver-se em atividades com outras pessoas, onde se tenha a impressão de estar bem consigo mesmo, e adquira a confiança necessária para viver livre das drogas. Mantenha regras e limites firmes sobre certos hábitos e vícios e outros comportamentos que se julguem particularmente inaceitáveis;

Os pais devem acompanhar com interesse a educação e o desenvolvimento de seus filhos na escola. Ajudar-lhes a serem bem sucedidos nos estudos e no relacionamento familiar e social é importante;

É preciso enganjar a escola nessa luta, comprometendo-a com o esforço das famílias atingidas. Apesar de ter se transformado em alvo preferencial dos traficantes nas grandes cidades, a escola permanece à margem do combate à droga. Sua ação, muitas vezes, não vai além da vigilância de caráter meramente policial e de alguma palestra elucidativa no decorrer do ano, esforço que é às vezes neutralizado pela atitude permissiva e até pela apologia da droga alardeada por certos professores;

ORIENTE SEUS FILHOS PARA QUE NÃO falem com estranhos na rua, e que não cheguem perto de carros para dar informações;

Enfim, O EXEMPLO DE VIDA SEMPRE FALA MAIS FORTE, daí a necessidade de os pais vivenciarem compreensão, diálogo, ternura, entre eles e com o (a) filho (a). É o alicerce da segurança pessoal, tão básica na construção de um homem feliz.

Fonte:http://www.cruzazul.org.br/orientacoes/orient4.htm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: