Tipos de drogas licitas

 Álcool

Provavelmente, o álcool foi a primeira droga usada pelo homem. Tornou-se importante em cerimônias católicas e judáicas. Nos rituais de Candomblé, está presente como oferenda a certas entidades; já o Islamismo proíbe expressamente o uso do álcool. Quando ingerido em excesso, torna-se uma substância perigosa, capaz de causar sérios problemas, tanto físicos quanto sociais. Ele pode induzir o rompimento de veias e deteriorar o cérebro, fígado, rins e estômago; é responsável também pela cirrose hepática, doença que pode levar à morte. Além disso, pode causar a redução ou mesmo a perda da potência sexual, o aparecimento de doenças mentais e até alucinações conhecidas como “delirium tremens”. Dificulta a digestão, irrita as paredes do estômago e favorece o aparecimento de úlceras e gastrites. Provoca a má formação fetal, e crianças, filhas de mães alcoólatras, podem apresentar um quadro de síndrome de abstinência.

“No Brasil, o álcool é responsável por mais de 90% das internações hospitalares por dependência, além de aparecer em 70% dos laudos cadavéricos das mortes violentas” (ISTOÉ 1562). Calcula-se que o alcoólatra viva, em média, de dez a doze anos menos que um não dependente, mas ainda assim as pessoas, principalmente os jovens, utilizam a bebida como forma de “se soltar”, para mostrarem que já têm vontade própria, sem saberem que estão entrando numa vida difícil de ser deixada.

Tabaco

O cigarro era utilizado antigamente como um adereço indicador de elegância, de maturidade e até para fins de projeção social. Isto ainda acontece hoje, quando jovens, à procura de firmação junto aos colegas, seguram entre os dedos o símbolo da mudança de vida, de independência e de que não são mais crianças. Só que, infelizmente, estes não têm noção de quanto é prejudicial o tabagismo.

           O fumo de tabaco é o maior multitóxico introduzido pelo homem voluntariamente no organismos. 4720 elementos químicos nocivos à saúde já foram detectados, como por exemplo:

· Nicotina: responsável pela tabaco-dependência, sendo que atua primordialmente sobre o cérebro e o sistema cárdio-vascular.

· Monóxido de Carbono: diminui a oxigenação das células, quando o carbono desta substância se liga à hemácia sangüínea e a inutiliza para o transporte de oxigênio para todo o corpo. Esta má oxigenação pode gerar perda de reflexos que, no trânsito, pode causar acidentes.

· Alcatrão: contém substâncias cancerígenas tais como o benzopireno, cádmio, níquel, arsênio, polônio 210 e a dibenzoa cridina.

· Substâncias irritantes que atuam sobre o sistema respiratório.

· Substância prejudiciais às defesas do organismo.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: